Publicidade
Publicidade

DOAÇÃO

5 projetos eficazes no combate à fome no Brasil

26/03/21 15:04:33 | Atualizado em: 26/03/21 15:04:33

Apesar da fome no Brasil ter diminuído em mais da metade entre 2001 e 2010, ela voltou a se expandir pelo país, como mostram os dados mais recentes do IBGE de 2018. São 10,3 milhões de brasileiros e brasileiras que passam fome. O contexto da pandemia do coronavírus também tem dificultado a luta contra a fome no país. Visto que temos a maior taxa de desemprego da história desde 2012, com 14 milhões de brasileiros sem emprego.

Para a coordenadora de redes do Atados, Beatriz Carvalho, há um forte impacto na renda dos mais pobres no Brasil durante a pandemia. "O aumento destas taxas (de fome e desemprego) agrava o cenário da fome no Brasil e evidencia a desigualdade social do país. Este ano, o propósito do DBA é concentrar a energia e potência das pessoas para amenizar essa situação desesperadora e reforçar a luta contra a fome”.

O Brasil tem hoje milhares de famílias sem uma fonte de renda para subsistência. O panorama é inseguro e a fome tem passado a ser uma experiência vivida nos lares. Por outro lado, há maneiras de contribuir, enquanto sociedade civil e setor privado, com projetos eficazes na luta contra a fome no Brasil.

Confira abaixo 5 projetos eficazes na luta contra a fome no Brasil:

DIA DAS BOAS AÇÕES (ATADOS)
O Dia das Boas Ações (DBA) é um movimento mundial de voluntariado que anualmente convoca pessoas, ONGs e empresas a participar da transformação da sociedade através de boas ações. Neste ano, porém, o DBA foca em uma campanha virtual na luta contra a fome com ações de arrecadação de alimentos não perecíveis em prédios, ONGs e escritórios. Tudo através de pontos de coleta, respeitando as normas de distanciamento e segurança por conta da COVID-19.

Além disso, o Atados também abrirá uma sessão de doação no site do DBA, através do Mercado Pago para a arrecadação de dinheiro para a compra de cestas básicas que serão destinados às ONGs da rede.

BRASIL SEM FOME (AÇÃO DA CIDADANIA)
Impactada pelo aumento da extrema pobreza no país, a Ação da Cidadania junto com sua grande rede de comitês e voluntários, convoca mais uma vez a sociedade civil e o setor privado para levar alimentos aos mais atingidos pela crise da pandemia da Covid-19 e pelo fim do auxílio emergencial.

CORONA NO PAREDÃO (GERANDO FALCÕES)
A ONG Gerando Falcões irá enviar cestas digitais de maneira contínua para famílias que vivem em favelas, fornecendo o básico para uma alimentação digna. As cestas digitais serão direcionadas para suas Unidades Próprias/Aceleradas, que farão todo o processo de entrega para os menos afortunados de cada favela.

TEM GENTE COM FOME (CONGLOMERADO)
A Coalizão Negra Por Direitos, em parceria com a Anistia Internacional, Oxfam Brasil, Redes da Maré, Ação Brasileira de Combate às Desigualdades, 342 Artes, Nossas - Rede de Ativismo, Instituto Ethos, Orgânico Solidário e Grupo Prerrô mobilizam suas forças para lançar a campanha de financiamento coletivo para arrecadar fundos para ações emergenciais de enfrentamento à fome, à miséria e à violência na pandemia de Covid-19.

A campanha “Tem Gente com Fome" pretende doar cestas básicas para 223 mil famílias em todo o país. Para isso, os organizadores da iniciativa precisam arrecadar R$ 133 milhões, através do site da ação.

Fundo solidário Mães da Favela (Central Única das Favelas CUFA)
O Fundo Solidário Mães da Favela (Central Única das Favelas CUFA) é um fundo solidário para o enfrentamento da covid-19 para o público mais atingido pelo desemprego no Brasil: mães, chefes de família, moradoras de comunidades e favelas. O projeto doa cestas básicas e cestas digitais no valor de R$ 120 em dinheiro por dois meses.