Publicidade
Publicidade
Publicidade

UM CURRÍCULO INVEJÁVEL

O executivo André Brandão será o novo presidente do Banco do Brasil

02/08/20 07:18:16 | Atualizado em: 02/08/20 10:58:33

André Brandão, que assumiu a presidência do HSBC em 2012, será o novo presidente do Banco do Brasil, em substituição a Rubem Novaes, que deixou o cargo no dia 24 de julho sob a afirmação de que a “companhia precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário”. A escolha da substituição foi comunicada informalmente pelo Palácio do Planalto ao banco e a informação foi confirmada à VEJA por fontes do Ministério da Economia.

A opção teria sido feita devido ao perfil técnico e discreto de Brandão, próximo ao de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central. Assim como Brandão, Campos Neto era um alto executivo do setor privado, do banco Santander, antes de ocupar a cadeira do Banco do Brasil, característica que agrada o Ministro da Economia, Paulo Guedes.

Alguns detalhes da contratação ainda precisam ser acertados para que o anúncio seja feito oficialmente pela instituição, o que deve levar em torno de uma semana. Entre os trâmites, Brandão precisa se desligar do cargo de head do Global Banking and Markets da America para o HSBC global, cargo que ocupa desde a incorporação do banco ao Bradesco, em 2016. O nome também precisa ser ratificado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Com mais de 20 anos de experiência no mercado financeiro, tendo passado pelo Citibank, Brandão passou a integrar a equipe do HSBC em 1999, no departamento de renda fixa, vendas e câmbio. Logo assumiu como diretor de Tesouraria, em 2001, e se tornou diretor-executivo. Antes de ocupar a cadeira como presidente do HSBC, em 2012, foi diretor de mercado da América