Publicidade
Publicidade
Publicidade

ARAGUAÍNA

Prefeitura auxilia na implantação da Universidade Federal do Norte do Tocantins

01/08/20 09:24:29 | Atualizado em: 01/08/20 09:24:29

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, recebeu a reitoria pro tempore da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), nessa quinta-feira, 30, para discutir a implantação da nova instituição no Município. A reunião abordou soluções para nova sede, integração do transporte público entre os campus, participação no grupo de trabalho que aproximará a comunidade e ainda sobre o contato político com a bancada tocantinense no Congresso.

“A criação da UFNT já foi vencida e, agora, o momento é de implantação e para isso nós vamos ajudar no que for preciso”, afirmou Dimas. Por causa da área de atuação, inicialmente três secretários integrarão o grupo de trabalho que aproximará a nova instituição com a comunidade: Júnior Marzola, do Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente; Ana Paula Abadia, da Saúde; e José da Guia, da Educação.

Já o presidente da Agência de Segurança, Transporte e Trânsito (ASTT), Fábio Astolfi, auxiliará para garantir linhas no sistema de transporte público entre os campus distribuídos em quatro pontos distantes em Araguaína: Cimba, ao norte; Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia (EMVZ), na Rodovia BR-153; Centro de Ciências da Saúde (Unidade CCS), ao sul; e Hospital de Doenças Tropicais (HDT), no Centro.

Outro assunto foi sobre onde implantar a sede provisória para o desmembramento com a Universidade Federal do Tocantins, que atualmente tem sede no campus Cimba. “Teremos a Via Norte que impulsionaria setores com pouca ocupação, como o Morumbi. Já ao sul, temos um crescente investimento imobiliário e ao leste, na saída para Filadélfia, teremos dois hospitais, sendo a sede própria do Hospital Municipal Eduardo Medrado e também um da Unimed”, detalhou Dimas.

A UFTN
De acordo com o reitor pro tempore da UFTN, Airton Sieben, o desmembramento com a UFT proporcionará autonomia financeira e educacional. “É um novo projeto. A ideia é refletir a necessidade da região para planejarmos novos cursos. Temos em mente o atendimento de 300 mil pessoas nos três estados da região: Tocantins, Maranhão e Pará”, afirmou.

Além do prefeito Ronaldo Dimas, e do reitor pro tempore, Airton Sieben, participaram da reunião o diretor do Campus de Araguaína, José Manoel Sanches da Cruz, a professora Kênia Rodrigues e a técnica de laboratório Samara Galvão.